A Irmã

A Irmã

Preço na Livraria PromoBooks

Preço: 15,90€ 14,31€
-10%
 Esgotado 
143 Promos
1,43€ na sua conta
Sujeito a Confirmação. Entrega entre 5 a 10 dias. Portes Grátis

Ficha do Livro

Autor(a): Sándor Márai
Publicado: 01/01/2013
Editor: DOM QUIXOTE
216 páginas | 157x235x16 mm
Temática:
ISBN: 978-9-722053-54-9

Sinopse do Livro

No auge da sua carreira como pianista, Z. apanha um comboio com destino a Florença, cidade onde, a convite do governo italiano, irá dar um concerto. Pouco antes de cruzar a fronteira, é acometido por uma indisposição, e, depois da sua atuação, acaba por ser internado num hospital florentino, sendo-lhe diagnosticada uma rara doença viral. Aí, enquanto paira entre a vida e a morte, Z. levará a cabo um diálogo intenso e crítico com o seu médico, uma indagação sem concessões sobre o precário equilíbrio entre o poder curativo da ciência e o espírito de luta do paciente. Uma noite, presa do delírio causado pela morfina, Z. escuta uma voz feminina, que lhe sussurra: «Não quero que morra.» E estas palavras terão nele um efeito medicinal, levando-o a repensar aspectos fundamentais da sua vida. Será aquela «força feminina», aquela energia que age mascarada, a lutar por ele, a trazê-lo de volta à vida. Escrito em 1946, no seguimento de As Velas Ardem até ao Fim, este romance é mais um claro exemplo da especial sensibilidade e talento do grande escritor húngaro para abordar as principais preocupações do ser humano, aquelas que transcendem as fronteiras históricas e geográficas. A paixão, o sofrimento, a doença, o êxtase provocado pela arte e o mistério da morte são alguns dos temas intemporais que Sándor Márai aborda de forma magistral ao longo destas páginas - a última obra que publicou no seu país, antes de partir para o exílio.


Sándor Márai nasceu em 1900, em Kassa, uma pequena cidade húngara que hoje pertence à Eslováquia. Passou um período de exílio voluntário na Alemanha e na França durante o regime de Horthy, nos anos 20, até que abandonou definitivamente o seu país, em 1948, com a chegada do regime comunista, tendo emigrado para os Estados Unidos. A subsequente proibição da sua obra na Hungria fez cair no esquecimento quem nesse momento era considerado um dos escritores mais importantes da literatura centro-europeia. Foi preciso esperar várias décadas, até à queda do regime comunista, para que este extraordinário escritor fosse redescoberto no seu país e no mundo inteiro. Sándor Márai suicidou-se em 1989, em San Diego, na Califórnia, poucos meses antes da queda do muro de Berlim. A Irmã integrou a seleção de melhores livros de 2013 do jornal Público.


Comentários ao Livro A Irmã

Ainda sem Comentários. Seja o primeiro a deixar o seu comentário

Cookies são pequenos ficheiros de texto armazenados no seu dispositivo. Alguns são fundamentais para o funcionamento do site, outros permitem-nos obter estatísticas para melhorar a performance / marketing o site.

* Cookies fundamentais para o funcionamento do site. Contem o Id. de sessão, configuração dos cookies.
Cookies Analíticos permitem analisar dados anónimos sobre visitantes como nº de visitas, dispositivos, dados geográficos. O IP é anómino.
Cookies de Marketing / Sociais, que estabelecem uma relação entre o visitante e as suas preferências, partilhas, likes em Redes Sociais. Não rastreiam tags como User Id. ou Emails. Ao não estarem activos, certas funcionalidades do site não estão presentes como partilhas ou chats.

Nota:Tentamos remover os cookies com esta configuração, mas pode sempre remover todos os cookies usando a ferramenta do seu navegador. Para conhecer mais detalhadamente sobre os cookies utilizados, consulte a nossa Política de Privacidade